Candidatos à Assembleia Municipal

  1. Início
  2. Candidatos à Assembleia Municipal
Bruno Furtado de Sousa - Candidato à Assembleia Municipal

Bruno Furtado de Sousa

48 anos – Gestor / Diretor Comercial – Alvaiázere
Candidato a Presidente da Assembleia Municipal

É por imperativo de consciência e pelo propósito de ser parte de uma solução que me apresento como candidato a Presidente da Assembleia Municipal de Alvaiázere.
Acredito que Alvaiázere merece o contributo de todos, e nesse pressuposto a constituição da nossa equipa obedeceu a duas premissas básicas:
– O amor a Alvaiázere, acima de todas as filiações, simpatias ou pressões;
– O espírito de análises construtiva, pessoas que conhecem outras realidades, pensam de forma inovadora, assertiva, dinâmica e tenham a coragem de i dizer.
Move-nos a paixão por fazer mais, por fazer melhor e quando a força motriz é esta, só um resultado é possível, a vitória!
A vitoria dos valores, dos princípios da ética, da independência.
A vitoria da Liberdade sem interesses ocultos, sejam eles financeiros ou sociais.
A vitória que nos poderá conduzir a qualidade de vida desejada e tornar Alvaiázere o melhor concelho da região centro para viver.
E porque eu acredito em Alvaiázere e em nós, isto significa que chegou o momento de nos unirmos com o propósito de servir a comunidade Alvaiazerense.
Acredito que Alvaiázere merece o nosso contributo, merece o trabalho e dedicação das pessoas que a vivem, que a sentem.
É o momento de acreditar no nosso potencial intelectual e empreendedor.
Vamos Alvaiázere!

Leandra Garcez

Leandra Garcez

31 anos – Solicitadora – Alvaiázere
Candidata à Assembleia Municipal

Alvaiazerense de gema, nascida, criada, a viver e a trabalhar no Concelho de Alvaiázere, onde invisto pessoal e profissionalmente e onde de forma ativa me dedico, há mais de 15 anos, ao associativismo e à política.
Esta é a terra à qual me orgulho de pertencer, pelos valores das pessoas que dela fazem parte e pela cultura. As nossas gentes, pessoas humildes e trabalhadoras, merecem e devem ser ouvidas, sem olhar a elites ou a estirpes, são estes que ativamente contribuem para o desenvolvimento do nosso concelho e fazem de Alvaiázere o que ela tem e é.
A qualidade de vida da nossa terra, conjugada com a garra dos Alvaiazerenses, que realmente a vivem e sentem, podem levar ao desenvolvimento do concelho se todos forem considerados!
Por tudo isto e porque acredito que Alvaiázere precisa de mudar e que para isso todos são essenciais, aceitei o desafio de integrar a candidatura do Movimento Independente “Vamos Alvaiázere!”.
Alvaiázere e os Alvaiazerenses merecem muito mais entrega. Comprometo-me a dar a todos Vós a dedicação, transparência e equidade que merecem, porque Alvaiázere precisa que olhem mais por ela, com estima e consideração por todos.
Vamos escutar e valorizar Alvaiázere!
Vamos Alvaiázere!

António Furtado

António Furtado

67 anos – Empresário Seguros – Alvaiázere
Candidato à Assembleia Municipal

Nascido e criado em Alvaiázere, foi também aqui que estudei, no famoso Colégio Vera Cruz.
Aos 23 anos surgiu uma oportunidade (uma vaga na Câmara Municipal de Alvaiázere), à qual concorri. Foi um processo difícil, onde muito se pode dizer, mas com muita resiliência, consegui!
A partir daí passei não só a viver, mas a trabalhar, a pagar impostos e a investir em Alvaiázere, onde criei alguns postos de trabalho.
Conheço bem todo o Concelho, a maior parte das pessoas e as pessoas conhecem-me.
Posso dizer em consciência que tenho o privilégio de integrar um grupo de verdadeiros heróis, de gente ponderada, honesta, com alma alvaiazerense, em detrimento da alma de qualquer Partido.
Vamos continuar a ouvir e a trabalhar para as pessoas.
Vamos Alvaiázere!

Daniela Pedro

Daniela Pedro

35 anos – Assistente Social – Pelmá
Candidata à Assembleia Municipal

Alvaiázere, é a terra que me viu nascer, já lá vão 34 anos … Aqui cresci, aprendi a andar, a ler e a escrever … Aqui brinquei, aprendi a cair, sacudir as mãos e a levantar … Fiz amizades e também conheci o pai dos meus filhos. Esta é a minha terra e, portanto, decidi por cá permanecer e criar a minha família. Atualmente resido na freguesia de Pelmá e trabalho em Almoster, que também é do nosso concelho. Sou licenciada em Serviço Social e é nesta área que exerço funções, conheço de perto a realidade e as dificuldades da nossa população, principalmente, a mais idosa.
A saída dos jovens por falta de oportunidades e a falta de apoio aos idosos são dos motivos que me levaram a aceitar o desafio de integrar a lista do Movimento Independente para a Assembleia Municipal. Considero-me uma pessoa ativa e com garra. Tudo o que faço, faço-o com paixão e amor à camisola, tal como pretendo fazer com este projeto que agora abraço. Chegou a altura de dar o meu contributo para o desenvolvimento da nossa terra. Temos muito potencial que é preciso explorar! Temos de unirmos esforços para darmos uma nova vida a Alvaiázere e tornar o nosso concelho o melhor. Juntos vamos fazer renascer Alvaiázere.
Vamos Alvaiázere!

Fátima Conceição

Fátima Conceição

46 anos – Contabilista – Pussos São Pedro
Candidata à Assembleia Municipal

Vivo na freguesia de Pussos São Pedro, no Alto do Passal, lugar que adoro. É aqui que luto, com força e determinação, pelo meu concelho, pela minha família, a minha mãe, o meu marido e os meus filhos, que são a minha força para enfrentar o dia a dia.
Assim, o desafio de integrar a equipa do Movimento Independente “Vamos Alvaiázere!” é um desafio que abraço por amor à terra e às pessoas, pois acredito que o “Vamos Alvaiázere!” reúne um leque de pessoas certas para elevar a nossa terra. Desde logo, o professor António Cardo e o Bruno Furtado de Sousa que são duas dessas pessoas que admiro.
O facto de se tratar de uma lista de independentes, coisa que Alvaiázere nunca teve, também pesou na minha decisão. Vejo a equipa do Movimento Independente como um conjunto de pessoas capazes, corajosas, autónomas e avessas a querelas partidárias, com foco na terra e suas gentes. Sou de opinião que para se ser presidente da Câmara ou de Junta de freguesia não interessa o partido, mas as pessoas. E estas são as pessoas certas.
Quem me conhece sabe que não sou de ficar sentada no sofá a ver as coisas acontecer e à espera do resultado, sem nada fazer. Estou farta da mesma política, estou cansada do mesmo desde que me conheço. Alvaiázere merece que a política seja para as pessoas e não para os políticos. É agora a hora de mudar. Alvaiázere precisa de mudar de uma vez por todas.
Vamos Alvaiázere!

Rui Oliveira

Rui Oliveira

42 anos – Engenheiro Eletrotécnico – Almoster
Candidato à Assembleia Municipal

Tendo nascido numa freguesia de Alvaiázere, mais precisamente Almoster, vivo nesta terra que aprendi a amar desde o primeiro dia de vida.
Nas muitas viagens que fiz ao longo da minha vida profissional, por este nosso Portugal, foi sempre com muito orgulho que afirmei que sou alvaiazerense e que gosto imenso da nossa terra e das nossas gentes.
Sou casado e pai de duas meninas, que também adoram viver nesta nossa terra e que aqui são felizes. No futuro gostaria que se pudessem manter por cá. É o meu sonho e é pela sua concretização que decidi aceitar o convite do Movimento Independente “Vamos Alvaiázere!”. Acredito que a nossa terra merece mais empenho e mais dedicação, para que seja possível num futuro próximo criar condições para fixar mais população jovem no concelho, proporcionando-lhe estabilidade e qualidade de vida.
Desta forma coloco todo o meu conhecimento e experiência ao serviço deste Concelho que tanto amo e que gostaria que se pudesse afirmar perante o nosso país como uma terra de oportunidades.
Acredito que, com este Movimento Independente estão reunidas as pessoas e as condições certas para se cumprir esta convicção.
Vamos fazer as coisas certas!
Vamos Alvaiázere!

Helena Dias

Helena Dias

50 anos – Comercial – Maças de Dona Maria
Candidata à Assembleia Municipal

Maçãs de D. Maria é a terra que me viu crescer e onde sempre quis viver nestes 50 anos de existência. Sou comercial há já 30 anos, ligada à distribuição Moderna e Tradicional, uma área em que a concretização de objetivos, o dinamismo e a estratégia de trabalho são fundamentais. Com o propósito de colaborar na concretização dos objetivos que o Movimento Independente desenha para Alvaiázere e com os quais me identifico integralmente e que julgo serem os mais ajustados à nossa realidade e às nossas necessidades, decidi aceitar com muita honra, o desafio proposto por Bruno Furtado de Sousa, para integrar a equipa da Assembleia Municipal.
Com força e determinação, entrego-me ao serviço público. Por uma melhor qualidade de vida no nosso concelho, vamos rumo à vitória.
Vamos Alvaiázere!

João Silva

João Silva

52 anos – Arquiteto – Alvaiázere
Candidato à Assembleia Municipal

Apresento-me como candidato à Assembleia Municipal, pelo movimento independente, “Vamos Alvaiázere!” encabeçado por António Cardo, um homem que conheço há muito e que é de uma dedicação inexcedível às causas em que se empenha, para além das suas qualidades humanas.
É, pois, uma grande honra e satisfação poder dar o meu contributo para os órgãos autárquicos do concelho de onde sou natural e onde as minhas raízes, até hoje, permanecem.
Aceitei ser candidato a deputado municipal, por este movimento político, porque acredito que o concelho de Alvaiázere mantém um grande potencial de desenvolvimento que importa promover, mas que permanece por explorar em muitas áreas, com particular acuidade no turismo de natureza e na economia de trabalho remoto.
Quero também acreditar que a minha experiência profissional e académica, na área da arquitetura e da gestão sustentável das cidades pode ajudar a radicar gente e a dar um contributo para o desenvolvimento do nosso concelho. Para que isto aconteça, é necessário encontrarmos caminhos alternativos de desenvolvimento para a nossa terra!
Na verdade, em Alvaiázere urge afinar o piano, urge uma mudança, e por isso, quero contar com o vosso apoio para ajudarmos à concretização deste projeto liderado pelo António Cardo e pelo Bruno Furtado de Sousa. Vamos a isso?
Vamos Alvaiázere!

Tânia Silva

Tânia Silva

32 anos – Enfermeira – Maças de Dona Maria
Candidata à Assembleia Municipal

O meu nome é Tânia, tenho 32 anos, sou Antropóloga e Enfermeira a exercer funções no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).
Nasci na Alemanha, mas cresci e vivi largos anos em Maçãs de Dona Maria, a terra do meu coração. Atualmente resido na sede do concelho, onde pretendo fomentar raízes e trabalhar para a concretização de um futuro mais tranquilo e mais agradável para as gerações futuras.
Dito isto, e sendo a melhoria da qualidade de vida dos Alvaiazerense, o maior propósito do Movimento Independente, é com o maior agrado que após demorada ponderação integro esta equipa.
Ninguém disse que a mudança será fácil, é um facto, até porque todos nós sabemos que haverá sempre uma resistência à mudança, mas em boa verdade esta é necessária para que futuramente possamos dar voz e respostas ao povo Alvaiazerense. Os tempos servem para isso mesmo: mudar para fazer melhor. Esta é a hora certa!
Vamos Alvaiázere!

Tiago Domingues

Tiago Domingues

33 anos – Fisioterapeuta – Almoster
Candidato à Assembleia Municipal

Sou o Tiago Laranjeiro Domingues, tenho 33 anos, e sou Fisioterapeuta e Osteopata.
Nascido e criado no Vale da Couda, Almoster, lugares onde as pedras, a ruína e a memória de um passado se está a perder no tempo entre casas senhoriais, lagares a currais abandonados.
Ver oliveiras a deixar cair o seu fruto perdido como resultado do abandono dos terrenos, e que tanto esforço custou aos nossos pais e avós. Ver que não se transforma a azeitona em azeite, o tal que foi apelidado de ouro líquido, pelos nossos historiados e que já vem dos tempos dos romanos ser transformado num filão esquecido, entristece-me e fere a minha alma alvaiazerense!
Devido à minha profissão, também perdi a conta das vezes que conversei e tratei de pessoas com idade respeitável que falam com saudades desse tempo. Pessoas que são verdadeiros repositórios da memória de um povo, do saber e da experiência. O bem mais valioso serão sempre as pessoas! Entristece-me esta desertificação, e consequente perda cultural.
Move-me a vontade de querer fazer muito com o “pouco” que dizem que temos, mas eu continuo a acreditar que temos muito para dar e aproveitar deste “muito” que temos.
Podemos não ser uma terra rica, mas seremos sempre uma rica terra.
Acredito convictamente que com o Movimento Independente, Alvaiázere ficará mais rica.
Vamos Alvaiázere!

Andreia Balas

Andreia Balas

43 anos – Psicóloga -Alvaiázere
Candidata à Assembleia Municipal

Em Alvaiázere cresci e em Alvaiázere tenho as raízes familiares, sociais e culturais. Aos 18 anos saí para estudar no ensino superior. A Psicologia foi a opção, por gostar do ser humano e por acreditar no seu potencial. Ainda hoje assim é. O regresso foi inviável, como para tantos outros da geração de 90: a terra que nos viu crescer era a mesma terra que não nos conseguia acolher.
Na memória permanecem os rostos com que me cruzei e ainda cruzo, pessoas que marcaram a minha personalidade e formação. Recordo o perfume do alecrim que inundava o ar, a imponência da serra e a limpidez das águas das ribeiras, sinto nostalgia dos sabores das tradições e da intimidade das relações humanas como se de família se tratasse.
Alvaiázere deu-me muito. Quero também dar a Alvaiázere o que dela recebi.
Por isso, aceitei este desafio e apresento-me como elemento integrante da lista candidata à Assembleia Municipal nas próximas eleições autárquicas, pelo Movimento Independente “Vamos Alvaiázere!”.
Ao aceitar integrar esta equipa de cidadãos alvaiazerenses livres, aos quais reconheço um enorme sentido de responsabilidade e de serviço público, para estabelecer um compromisso com a atual geração e com as gerações vindouras, num quadro de transparência assente em valores e numa boa gestão dos recursos orientados para resultados, e que, se traduzam numa efetiva melhoria da qualidade de vida dos nossos conterrâneos.
É neste espírito que integro a equipa Vamos Alvaiázere!

António Santos

António Santos

49 anos – Comerciante – Alvaiázere
Candidato à Assembleia Municipal

Estimados/as Alvaiazerenses, o meu nome é António Santos, também conhecido em terras de Alvaiázere por “António D’Emília”, nome que remonta ao meu avô paterno, um homem que também se dedicou à causa pública, ao ser Presidente da, já extinta, junta de freguesia de Maçãs de Caminho.
É com enorme satisfação que aceito o desafio proposto pelo meu amigo de longa data, Bruno Furtado de Sousa, para integrar a lista de candidatos à Assembleia Municipal da Câmara de Alvaiázere, em representação do Movimento Independente “Vamos Alvaiázere”.
Nasci no Canadá, onde os meus pais foram imigrantes, e cheguei com tenra idade a Alvaiázere onde residi com os meus avós até aos 6 anos de idade. Casei na igreja de Pussos com uma Cabaçense de quem tenho duas filhas maravilhosas que se orgulham muito das raízes que têm, Alvaiázere está e permanecerá no nosso percurso de vida.
Comprometo-me a olhar para Alvaiázere com espírito crítico, olhando de fora para dentro, com a pretensão única de ajudar com ideias e propostas para a dinamização da nossa terra.
Acreditando sempre que muito mais pode ser feito, pelos conterrâneos e amigos, sendo muitos os que tenho em Alvaiázere, aceitei o desafio de fazer parte deste Movimento Independente.
Bem haja a todos!
Vamos Alvaiázere!

Marta Silva

Marta Silva

42 anos – Bancária – Almoster
Candidata à Assembleia Municipal

Alvaiázere é a casa onde mora o meu coração! Foi aqui que nasci, estudei e trabalhei 15 dos quase 20 anos que já levo dedicados à banca, uma área que me levou a conhecer de perto os problemas e desafios dos Alvaiazerenses.
No último ano, motivada por desafios profissionais, conheci outras realidades que me enriquecem e diante das quais me sinto grata. A possibilidade de continuar a servir os Alvaiazerenses deste novo modo é por isso motivo de grande alegria. Sou muito feliz no meu trabalho. Mas de Alvaiázere, a minha terra Natal, tenho saudades dos cheiros, das vozes, das conversas com os amigos, do contacto direto com aqueles que me viram nascer e que me acompanharam no meu crescimento pessoal e profissional, pessoas por quem nutro um profundo respeito e admiração e em quem sei que posso ver reciprocidade.
Aprecio a humildade das nossas gentes, a tenacidade, a capacidade de fazer muito com pouco. Orgulho-me de poder fazer parte deste Concelho e de poder contribuir para o envolvimento de forma positiva todos os Alvaiazerenses, de todas as gerações e de todas as freguesias.
O desafio do Movimento Independente “Vamos Alvaiázere!” representa a oportunidade de estar mais presente e de me entregar ao serviço deste povo. Acredito que estou com as pessoas certas, que podem conduzir as nossas gentes ao desenvolvimento, tornar Alvaiázere um Concelho mais ativo e dinâmico, capaz de fixar residentes, sem perder de vista as nossas origens e aquilo que temos de mais nosso, a nossa alma alvaiazerense.
Por isso, estou de regresso, com humildade, humanismo, entusiasmo e determinação para afirmar Alvaiázere no contexto regional como um Concelho mais apelativo e com a melhor qualidade de vida.
Vamos Alvaiázere!

Edgar Garcez

Edgar Garcez

24 anos – Auditor Financeiro – Pussos São Pedro
Candidato à Assembleia Municipal

Alvaiázere é a terra que me viu nascer e da qual me orgulho fazer parte. Entre vales e montanhas, aqui podemos encontrar um paraíso que devemos preservar. Podemos viver sem o stress das grandes cidades, respirar ar puro, colher aquilo que plantamos, alimentarmo-nos de forma mais equilibrada e desenvolver relações de proximidade, onde todos se conhecem e se preocupam com o bem comum, contribuindo deste modo para a construção de uma vida de qualidade, que tanto carateriza a alma do nosso concelho.
Dando ênfase às pessoas, aproximando miúdos e graúdos, acredito que podemos fazer mais por Alvaiázere. A experiência dos mais velhos, as suas histórias e desafios ajudam-nos a traçar novos rumos.
Desde pequeno que sempre gostei de escutar e de ajudar a resolver problemas. É por isso que hoje estou aqui e me interesso pela política, pois vejo-a como um meio de harmonizar as diferenças que existem na sociedade e de satisfazer as necessidades das pessoas.
Depois de longa ponderação foi fácil aceitar o desafio que me foi proposto pelo Movimento Independente “Vamos Alvaiázere”. É com todo o gosto que dou o meu contributo para a concretização da sua visão e missão, nomeadamente em termos financeiros que é a área em que trabalho e na qual me sinto mais confortável.
Na minha opinião, dois dos grandes pilares que destaco no Movimento Independente são a simplicidade e a transparência, pois independentemente da idade, profissão, género, etc… encontro pessoas interessadas em dar voz aos Alvaiazerenses a fim de recolher ideias que possam contribuir para o desenvolvimento de Alvaiázere, e com pré-disposição para inovar e dar resposta a projetos ainda não concretizados.
Com o desejo de ver crescer Alvaiázere, entrego-me ao serviço público por Alvaiázere, de alma e coração.
Podem contar com o meu trabalho para que a nossa terra frutifique, possa atrair mais residentes e criar condições para que os nossos jovens queiram ficar e lutar nesta e por esta terra de encantos.
Vamos Alvaiázere!

Sónia Neves

Sónia Neves

26 anos – Técnica Administrativa – Maças de Dona Maria
Candidata à Assembleia Municipal

“Individualmente somos uma gota. Juntos somos um oceano” – Ryunosuke Satoro.
Existem alturas na vida em que é preciso mudar! Sinto que na realidade todos juntos temos algo para dar a Alvaiázere. Temos algo para acrescentar à nossa terra.
Alvaiázere precisa, essencialmente, de uma nova dinâmica, de um novo ritmo, de um novo empenho, de uma grande dedicação, para poder concretizar os anseios e as necessidades do seu povo. Precisamos de dar voz aos Alvaiazerenses, a fim de recolher o máximo de ideias que possam contribuir para o desenvolvimento do nosso concelho.
É assim que surge o Movimento Independente “Vamos Alvaiázere!” no meu caminho. É preciso ouvir, é preciso comunicar, é preciso inovar: porque juntos somos mais fortes!
Não gostaria de, um dia, olhar para trás e sentir que nada fiz pela minha terra. Olhar para trás e concluir que nem sequer tentei e, entretanto, o tempo passou e já não volta. Podem contar com o meu apoio e dedicação para o desenvolvimento da nossa terra.
Nós jovens somos o futuro de Alvaiázere!
Vamos Alvaiázere!

Patrício Alves

Patrício Alves

50 anos – Empresário de Limpezas Agrícolas – Pelmá
Candidato à Assembleia Municipal

Dediquei muitos anos da minha vida ao trabalho em França, um país que me serviu de berço, mas é Portugal que me corre nas veias e que sinto no coração como meu.
As vicissitudes da vida, as experiências, os sucessos e também os obstáculos que foram surgindo ao longo do caminho encaminharam-me ao Sobral Chão, uma aldeia encantadora da freguesia da Pelmá que escolhi para me servir de casa. Viver aqui permite-me acompanhar a minha mãe e usufruir de um estilo de vida saudável, caraterizado pela paz e pela tranquilidade. Viver aqui, longe do stress das grandes cidades, permitiu-me encontrar tempo, tempo para a família e para todos quantos me procuram com um pedido de ajuda. Estar parado não faz parte da minha forma de ser. Gosto de ajudar e é por ter essa vontade de fazer algo por aqueles que me rodeiam que me entrego ao serviço público pela minha terra e pelo meu concelho. Move-me uma forte vontade de ver cuidado o património deixado pelos nossos antepassados. É necessário fazer mais e melhor. Mas para isso é preciso mudar! Se não estamos satisfeitos não podemos fazer a opção pelo mesmo. A mudança só acontece se as nossas decisões mudarem também. É por esta razão que entrego a minha confiança ao Movimento Independente, composto por um conjunto de pessoas com visão e conhecimento necessários para fazer da nossa terra um lugar melhor para viver e para trabalhar.
Vamos Alvaiázere!

Vitória Martins

Vitória Martins

26 anos – Esteticista – Maças de Dona Maria
Candidata à Assembleia Municipal

Maçãs de D. Maria é uma terra encantadora, freguesia do concelho de Alvaiázere, a que, com muito orgulho chamo de casa. Foi aqui que dei os primeiros passos e é aqui que vivo e criei o meu posto de trabalho. Desde cedo, por volta dos 16 anos, percebi que só por meio do trabalho e dos estudos conseguimos concretizar os nossos sonhos. Por isso, comecei por trabalhar nas férias de verão e fazer algumas economias que, mais tarde, me ajudariam a abrir o meu primeiro negócio. É assim que nasce Saúde e Bem Estar, um centro de estética que dedico às pessoas da minha terra e onde ocupo grande parte do meu tempo.
Acredito que também o futuro de Alvaiázere passa pela força do trabalho e pela capacidade de superação, atitudes que valorizo e reconheço na equipa e no projeto do Movimento Independente “Vamos Alvaiázere!”. É por isso que, depois de uma análise séria e ponderada, aceitei o desafio para mandatária da juventude da nossa terra. É com todo o gosto que dou o meu contributo para a concretização da visão e missão que esta equipa desenha para Alvaiázere. Aprecio e identifico-me com a postura assumida de diálogo com as pessoas, porque no final de contas, se queremos servir bem os Alvaiazerenses temos de perceber quais os seus sonhos, desejos e necessidades.
Podem contar com o meu trabalho, a minha garra e a minha determinação para ajudar a fazer de Alvaiázere um lugar com a melhor qualidade de vida da região, capaz de atrair os jovens e de os levar, como eu, a eleger Alvaiázere como a casa do meu coração, o lugar onde quero ficar e onde quero ser feliz.
Vamos Alvaiázere!

Acácio Lourenço

Acácio Lourenço

64 anos – Gestor Tributário – Pelmá
Candidato à Assembleia Municipal

Sou o Acácio Marques Lourenço, solteiro, natural e residente no lugar de Casalinhos, na freguesia de Pelmá. Nos anos 70 e 80, quando Portugal enfrentou uma grande crise económica, vi-me obrigado a emigrar para França em busca de emprego. Trabalhei no duro durante 6 anos e mesmo compensado financeiramente o meu pensamento era sempre em regressar o mais rápido possível para junto da minha família e para a minha terra que tanto amo. Regressei em 1984, com a esperança de uma vida melhor, com a entrada de Portugal para a então CEE (Comunidade Económica Europeia). Em 1985 ingressei na então Direção Geral das Contribuições e Impostos em Lisboa, como tarefeiro, possuindo apenas o 5.º ano experimental. Em 1975 inscrevi-me num externato e em 1986, já tinha concluído o curso complementar dos liceus, condição mínima para entrar para os quados da então DGCI.
Estive em Lisboa durante quase 20 anos, embora não consecutivos. No ano de 1999 estive colocado no Serviço de Finanças de Pombal e inscrevi-me lá na escola Secundária no 12º ano que concluí com sucesso, o que me permitiu concorrer ao exame nacional de acesso ao ensino superior. Com uma nota razoável, regressei a Lisboa em 2000 e inscrevi-me na Universidade no curso de direito (5 anos). Em 2006 concluí o curso e em 2014 fui colocado na direção de finanças de Leiria, sendo chefe de finanças de Pedrogão Grande na atualidade.
Tenho 36 anos de serviço na Autoridade Tributária e Aduaneira e felizmente nunca dei uma falta ao serviço, a não ser para cumprir os deveres que me são próprios pela época das eleições autárquicas e pelas atividades sindicais.
Nos tempos livres gosto muito de contactar com a natureza, fazer jardinagem e tratar da minha horta.
Na vida é importante fazer-se o que se gosta por causa de quem se gosta. É neste pressuposto que aceitei o desafio do Movimento Independente para integrar a lista de candidatos à Assembleia Municipal da Câmara de Alvaiázere.
Por uma Alvaiázere melhor para todos os Alvaiazerenses, Vamos Alvaiázere!

Gabriela Marques

Gabriela Marques

22 anos – Empregada de Balção – Almoster
Candidata à Assembleia Municipal

O meu nome é Gabriela Gonçalves Marques e sou natural da Aldeia Nova, que pertence à freguesia de Almoster.
Depois de ter concluído um curso Profissional na área da restauração, na escola Tecnológica e Profissional de Sicó, polo de Alvaiázere, ingressei no mercado de trabalho, exercendo neste momento funções de atendimento ao público na Pastelaria Diogo, em Ansião.
Sonho em poder assistir na minha terra a ofertas de trabalho para todos, em especial para os mais jovens como eu.
Aceitei o desafio de integrar o Movimento Independente “Vamos Alvaiázere” pelo respeito que nutro pela professora Sónia Rodrigues e pela vontade de querer contribuir para a melhoria das condições de vida no Concelho de Alvaiázere, bem como para manter vivo o interesse e a vontade em viver aqui. Urge trabalhar para podermos viver e trabalhar na nossa terra que tanto amamos e para mantermos vivas as nossas raízes e as nossas tradições. Vamos dar a volta a isto!
Vamos Alvaiázere!

Daniela Simões

Daniela Simões

28 anos – Enfermeira – Pussos São Pedro
Candidata à Assembleia Municipal

O meu nome é Daniela Rita Simões, sou Alvaiazerense nascida e criada. Já vivi a vários quilómetros de distância desta vila, em busca de realização profissional, mas o certo é que a dor das partidas se tornou insuportável, levando-me a fazer o necessário para vir para o mais próximo possível da terra que me viu nascer e crescer. Casei e atualmente resido na freguesia de Pussos. Trabalho como enfermeira no CHUC, indo e vindo todos os dias para o sítio onde me sinto bem e em casa, Pussos em Alvaiázere.
A decisão de me tornar parte do Movimento Independente está intimamente ligada com a vontade de querer contribuir para a edificação de mudanças importantes e significativas nesta vila que tanto são necessárias e urgentes. Acredito que “o povo é quem mais ordena” e ninguém melhor que o povo para elucidar sobre as suas necessidades. Acredito também que não é a cor de uma bandeira que faz a mudança. Alio-me a uma força independente é certo, mas poderosa, porque repleta de pessoas muito capazes, dotadas de determinação e conhecimento que considero necessários para concretizar a mudança. Juntos podemos fazer a mudança e eu quero fazer parte dela.
Vamos Alvaiázere!

Menu